Entrevista de emprego

A pergunta de hoje foi: “Como eu faço para encarar a questão da Entrevista de emprego no que se refere à sexualidade?”

Eu gostei muito dessa pergunta porque não sei se você sabe, mas antes de atuar como coaching eu era entrevistadora,

então trabalhava em empresas na área de recursos humanos e formei realmente a minha carreira como entrevistadora.

Então, vou poder dar os dois lados da moeda:

como entrevistadora e como quem já passou também por entrevistas de emprego e que precisou falar sobre a sexualidade.

Quer ver por vídeo? É só apertar o play 😉

Vamos começar pelo lado da entrevistadora

O que acontece?

A pessoa que está te entrevistando simplesmente quer saber se você tem o perfil da vaga ou não.

Então vamos pensar que ela tem uma maturidade para saber o que ela precisa entender de você:

as suas habilidades técnicas, as habilidades comportamentais e também, se você vai ter uma coesão com o clima organizacional da empresa.

Vamos supor que seja uma empresa pequena que segue algum tipo de religião,

talvez empresas familiares, e perguntaram para você sobre a sua sexualidade.

Você tem que responder sobre isso porque senão vai estar omitindo uma informação sua.

E o que acontece?

A partir do momento que omite uma informação, em algum momento você vai sentir a necessidade de falar ou vai viver uma vida de mentiras, inclusive no seu trabalho.

O que dizer na entrevista de emprego?

O que eu sugiro a você é que você fale durante a entrevista de emprego, se for perguntado, se não for, não precisa falar.

“Você é casada? ”.

Se você for com uma mulher responda “Sim, eu sou casada…”.

No meu caso eu já passei por essa situação e eu respondi:

“Sim, eu sou casada com uma mulher, ela é design…” e falei um pouco a respeito disso.

Se for perguntado, você pode responder.

Tente responder com naturalidade porque esse assunto cada vez mais tem que ser tratado dessa maneira,

então, se a pessoa quis saber a respeito do seu relacionamento, você tem direito de falar sobre isso, logo, eu sugiro que realmente não minta a respeito.

Entrevista de emprego

E na questão do entrevistador,

se por acaso ele tiver algum tipo de preconceito,

e não querer te contratar simplesmente pelo fato de fazer parte da comunidade LGBT,

eu acredito que realmente é uma empresa que talvez não valha a pena você trabalhar.

Então, se ele vai te cortar por estar abrindo essa informação que ele perguntou, já é uma empresa que não vale a pena você trabalhar.

Você vai se sentir insegura, não vai se sentir acolhida ali dentro daquele ambiente e a gente sabe que passa muito mais tempo no nosso trabalho do que em casa.

Se a pessoa for te cortar do emprego por causa disso,

talvez tenha que encarar que seria um emprego que não valeria a pena você conquistar.

Acho que é isso, e se você tiver qualquer dúvida pode mandar para o fala@butterflycoaching.com.br

Vou ficar muito feliz em responder a sua pergunta e a gente poder não ajudar só você,

mas as outras mulheres que têm a mesma dúvida.

Então lembre-se: você não está sozinha, conte sempre comigo e acredite, Se Assumir Liberta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *